25 fevereiro, 2021

Protagonismo juvenil: como ter um mundo mais sustentável incentivando os jovens?

Muito se fala em cooperar e colaborar com um mundo mais limpo, saudável e sustentável. Também existe, muita conversa sobre educação e uma ideia de que toda e qualquer consciência se começa através deste pilar. Como então, contribuir para se viver em um mundo melhor, mais sustentável através do incentivo no protagonismo juvenil? 

Essa pergunta pode resultar em um tópico importante, entender e, principalmente, praticar esse protagonismo através dessa parcela da população. 

Com base nesse cenário exposto acima, o Instituto Credicitrus quer te ajudar, disponibilizando este conteúdo, para entender como se aplica este conceito de protagonismo juvenil e como podemos tornar o mundo mais sustentável com ele, vamos lá?

O que se entende por protagonismo juvenil?

Quando um jovem se coloca no papel principal para desbravar e fazer acontecer ações que vão beneficiar o coletivo, ele está sendo protagonista. Para além disso, entende-se como protagonismo juvenil, quando esse jovem compreende a concepção e a importância dessa iniciativa.

Fazer algo e lutar por uma causa que seja para o bem comum é criar senso de ação, liberdade, compromisso e responsabilidade. Essas ações, podem e precisam começar a ser desenvolvidas dentro das escolas que é onde o jovem está na maior parte do tempo e onde poderá ter auxílio para compreender a importância de ser protagonista de uma história que irá causar impacto positivo na vida de outras pessoas, essas mudanças benéficas podem ser aplicadas dentro da própria escola, de um bairro ou de toda a comunidade. 

É assim que o jovem começa a perceber o futuro, o caminho do bem e, entende além de tudo, a importância de ter dentro de si um espírito cooperativo.

Como as ideias de sustentabilidade podem impactar os jovens?

Fomentar o protagonismo juvenil dentro da escola é uma alternativa para que o estudante comece a observar, com mais riqueza de detalhes, os acontecimentos à sua volta. Quando se trata da ideologia da preservação da natureza, ou quando o professor entra na sala de aula com o tema sustentabilidade, é preciso tratar essa questão como algo natural. O jovem tem mais gana de lutar por uma causa que ele se identifique, desde que, isso seja claro para ele, e explicar todo o conceito de sustentabilidade de forma prática e dinâmica pode facilitar essa compreensão.

Leita também: A importância dos projetos de educação para o aperfeiçoamento de todos

Não basta apenas bater na tecla de que apoiar a sustentabilidade é ter preocupação com os oceanos cobertos por plásticos descartáveis de forma incorreta ou com a floresta desmatada. É preciso trazer essa realidade para a vivência de cada um e colocá-los, a partir de então, para serem os protagonistas dessas lutas diárias, que começam na rua de casa com aquela sujeira ali depositadas por seus moradores, o acúmulo de lixo em locais inapropriados e até mesmo na quantidade de veículos que poluem o ambiente.

Os jovens gostam de ser desafiados, vivem numa era de games, jogos, interatividade, onde são propostos desafios a todo momento. Então, começar a importá-los desta maneira pode ser uma saída. Já pensou numa gincana escolar onde pelo menos três vezes na semana a ida para a escola seria de bicicleta e não de carro ou então, aulas práticas sobre como fazer a separação correta do lixo dentro de casa.

Uma ação para incentivar esses jovens a mobilizarem os vizinhos, o bairro todo na hora do descarte de lixo adequado é uma forma de colocá-los como protagonistas e manter uma rotina que vai, com certeza, contribuir com um mundo mais sustentável. 

Saiba mais: 4 passos para começar um movimento de coleta seletiva na sua cidade

O jovem, portanto, precisa criar hábitos sustentáveis e isso é possível com um reforço escolar ativo, propostas cativantes vindas do ambiente acadêmico, através de muita explicação e exemplos reais e possíveis de serem palpados pelos estudantes conseguirem exercer o protagonismo juvenil, que tanto é importante para a construção de um mundo melhor. 

Interessante também é acreditar na escola e no seu papel social que é gigante para incentivar os jovens a compreenderem atitudes cooperativistas, sociais e sustentáveis. 

Aqui no Instituto Credicitrus, os cooperados e colaboradores são abastecidos com diversos projetos que visam a educação e, você pode conferir clicando aqui.

Além do mais, o Instituto tem por objetivo desenvolver ações educacionais, sociais e culturais na comunidade, incentivar o consumo sustentável, a geração de energia renovável e a consciência ambiental através da inovação e do cooperativismo.

%d blogueiros gostam disto: